Preocupado Com o Capital de Giro?

Se você é um empreendedor, você deve saber que o capital de giro é o que mantém literalmente a empresa em funcionamento. Trata-se de valores que são usados para a continuidade das atividades. 

No cenário de pandemia que estamos vivendo atualmente, houve redução de prestação de serviços, queda nas vendas e aumento da inadimplência em praticamente todos os setores de negócios. Nessa situação, o capital de giro é ainda mais importante, porque é o que mantém a empresa funcionando durante a crise. 

Fique atento às nossas redes e confira a nossa série de dicas para evitar problemas com o capital de giro da sua empresa.

 

Como controlar o capital de giro durante a crise

 

  1. Fluxo de caixa rígido e organizado 

Atenção ao planejamento financeiro da sua empresa.Nesse momento é indispensável ter um fluxo de caixa rígido e organizado. Tenha controle das contas a pagar e a receber. Plataformas e planilhas de controle podem ajudar nesse processo. Entenda como são os fluxos de entrada e saída da sua empresa para ter uma visão a longo prazo e traçar estratégias corretas. 

 

  1. Estime a inadimplência.

Com essas informações em mãos, faça uma projeção financeira realista para os próximos três meses, no mínimo. 

A crise afetou diversos setores e com isso, a inadimplência tende a aumentar. Faça uma estimativa para saber quanto capital de giro será necessário para cobrir a lacuna no recebimento.

 

  1. Revise os custos.

A partir dessa previsão para os próximos meses, analise a melhor estratégia para sua empresa. Se houve queda nas vendas, por exemplo, de nada adianta aumentar a produção e gastar ainda mais. Nesse momento, contar com uma assessoria contábil especializada pode ser de grande ajuda para fazer o planejamento adequado às necessidades da sua empresa.

 

Medidas de emergência para o capital de giro 

 

Como já dissemos anteriormente, o capital de giro é essencial para manter a empresa em funcionamento. Se após uma avaliação, os números não forem bons o suficientes, considere algumas medidas emergenciais para lidar com o problema:

 

 

  • Analise a possibilidade de obter linhas de créditos do governo

 

Já falamos anteriormente sobre o PRONAMPE (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte), mas além desse há outros programas e possibilidades. Entre em contato conosco para saber mais e descubra qual a opção ideal para sua empresa.

 

 

  • Renegocie dívidas

 

Entre em contato com credores e renegocie dívidas, oferecer descontos ou condições facilitadas de pagamento podem ter resultados positivos.

 

 

  • Considere a redução da jornada de trabalho

 

A alternativa para muitas empresas é a demissão de funcionários, mas considere essa medida apenas em último caso. Não só porque os funcionários podem depender do emprego, como também porque o funcionamento da empresa pode depender disso. Uma alternativa é recorrer à Medida Provisória (MP) 936, que permite redução de jornada de trabalho e salário de colaboradores. A partir da medida, o empregador pode suspender temporariamente, por meio de acordo com o empregado, o contrato de trabalho por até 90 dias para evitar demissões.

 

Ainda tem dúvidas? Entre em contato conosco e lhe ajudaremos a executar um planejamento financeiro de sua empresa!

Política de comentários: adoramos comentários e agradecemos o tempo que os leitores gastam para compartilhar ideias e dar feedback. No entanto, todos os comentários são moderados manualmente e aqueles considerados spam ou exclusivamente promocionais serão excluídos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *